quarta-feira, 12 de setembro de 2012

O amor foi embora,a música ficou...

Tenho meus momentos de bruxa.Não aquela que mexe o narizinho e a casa fica limpa,mas sim aquela que vive no meio da floresta,mexendo em seu caldeirão e vê o futuro em uma bola de cristal.
Um dia briguei com um namorado e tive uma sensação ruim de perda,apesar de estar convencida que iríamos voltar.
São aqueles dias que ficam na memória,por longos e porque param no tempo.Eu sai e comprei um cd,da minha banda favorita,Red Hot Chili Peppers,quando voltei coloquei o cd e abri o email.
Estava lá a pedra de gelo,a última.Então o final de um grande amor era assim.
Eu lia o email devagar uma e outra vez,enquanto tocava a música Scar Tissue.
De repente o vocalista dizia:

With the birds (Com os pássaros eu dividirei )
I'll share (Esta paisagem solitária)
Pronto,estava ali a definição do meu momento.A vista era essa mesmo,seca,distante,solitária.

A cicatriz que dá o nome a música ficou ali um bom tempo.Cada palavra da música descrevia o que eu vivi.
O amor,como muitos,se derreteu com o tempo,sumiu na terra,se desfez na água.Só ficou a música,que cada vez que toca traz esse dia,onde um email vira uma faca e corta sem dó.
Foi meu dia de bruxa,quando senti que minha sorte ia virar.
Já sabia de alguma maneira que meu destino com ele estava marcado,tão marcado que não ia resistir a uma simples brisa.
Era um desses amores fortes,quase eternos,não podia acabar mesmo sem uma trilha sonora.
Ele foi embora,a música ficou e lentamente a cicatriz desaparece e a paisagem começa a ficar menos solitária,mas os passáros ainda estão aqui,me acompanhando.