segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Carta de Vader a Tarkin expõe divergências no Império


Caiu como uma bomba nos corredores do Palácio em Coruscant a cópia de uma carta enviada para Grand Moff Tarkin pelo seu fiel escudeiro, Lorde Darth Vader. O documento teria sido escrito dias antes da Batalha de Yavin e enviado em caráter pessoal para o governador. 

Usando termos duros, Vader demonstrou profundo incômodo e enumerou episódios que comprovariam a desconfiança de Tarkin em relação a ele. Vader se queixou de estar sendo deixado em segundo plano. Como quando ficou de pé durante toda uma reunião com generais na Estrela da Morte, ou quando foi acusado de ser tristemente apegado a uma religião obsoleta. Entre outras coisas, Vader disse que passou muitos anos como “Sith decorativo” e que perdeu todo o protagonismo político que tivera no passado. 

Como se sabe, a vertiginosa escalada política de Vader aconteceu depois que a explosão da primeira Estrela da Morte matou toda a então liderança do Império Galático, com exceção do Imperador Palpatine. Apesar do seu temperamento introspectivo, o Lorde Negro dos Sith sempre demonstrou muita irritação ao ser comparado com o Palhaço Tiririca por ser apenas o quinto na linha sucessória quando assumiu o poder. 

Ainda não se sabe quem vazou a cópia da carta, mas o acontecimento fez a temperatura subir na CPI que investiga a chegada de Palpatine ao poder. Pesa contra Vader o fato de seu próprio filho, Luke Skywalker, ter explodido a Estrela da Morte e facilitado sua ascensão. A oposição também acusa Vader de ter sido beneficiado logo após a explosão da Estrela da Morte com uma nova nave, o Super Star Destroyer Executor, e um tema exclusivo de John Williams, a Marcha Imperial.

Convocado novamente para depor, o fantasma de Obi-Wan Kenobi deve comparecer hoje ao Palácio. Ele garante que jamais mentiu para Luke Skywalker dizendo que Darth Vader traiu e matou o seu pai, Anakin Skywalker, e que tudo o que disse era verdade, “de um certo ponto de vista”. 

Outras acusações pesam contra o fantasma de Obi-Wan: ele teria mentido ao dizer que ninguém lhe chamava por esse nome desde antes do nascimento de Luke Skywalker, ao dizer que não se lembrava do droide astromecânico R2-D2, ao dizer que Anakin Skywalker gostaria que seu filho Luke ficasse com o seu sabre de luz quando tivesse idade suficiente e ao dizer que os stormtroopers atiram bem. 

Obi-Wan continua negando e dizendo que a culpa toda é de George Lucas. De férias após a venda bilionária de sua empresa para um grande conglomerado de mídia, Lucas não foi encontrado até o fechamento dessa edição.