quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Fernanda Torres, não te desculpo!

O pedido de desculpas da Fernanda Torres não me convenceu, nem me comoveu. 
Quer saber o que ela escreveu no dia 22/02? Tá aqui: http://agoraequesaoelas.blogfolha.uol.com.br/.../22/mulher/, com o meu destaque para "A vitimização do discurso feminista me irrita mais do que o machismo."
Aí, depois de pensar "a semana toda", postando um pedido de desculpas dois dias depois (ué, uma semana tem quantos dias mesmo?) neste link aqui ó 
http://agoraequesaoelas.blogfolha.uol.com.br/.../mea-culpa/, achei o texto engessado (não acho que tenha sido escrito realmente por ela, pela diferença na escrita), frio e conversa pra boi dormir.
Ela tem o direito de repensar uma opinião? Tem e deve. Eu estou sempre pensando, repensando, discutindo, falando antes e se arrependendo depois. Aprendendo que não é assim ou assado.
Porém, se não fosse a repercussão que aconteceu durante os três dias, duvido que ela se retratasse da maneira que fez.

Não aceito que uma mulher com acesso a tanta informação, solte um texto dessas, enfiando no lixo os próprios textos publicados e bem fundamentados no blog ‪#‎AgoraÉQueSãoElas‬ por outras mulheres que lutam diariamente contra a maré preconceituosa.


Quer escrever sobre o feminismo? Escreva! Quer criticar o feminismo? Critique! Mas leia, conheça, pense e opine.
Esses discursos colocados de maneira genérica na internet, só reforçam aquilo que Jout Jout Prazer disse uma vez e eu endosso: #VamosFazerUmEscândalo.

Do lado de cá, os machistas não passarão. As machistas também não. Foi assim que aprendi com a mulherada lá de casa e é por isso que hoje defendo o que elas fizeram anos atrás.

Até mês que vem!