domingo, 18 de outubro de 2009

Para com isso aí vai

Sem medalhas. Quem falou que eu quero tanto? seu ouro é diferente do meu. O podium, a prata, o bronze, foda-se. Senhora ideologia sistêmica, só me dê paz. E tempo. E espaço também. Pro mapa encurtar e distância não alcançar. Saúde também quero, e não é pra ti que peço. É pra ter tempo de te ver cair.
E sorrir.

* Para Bola e Miss, com carinho.