domingo, 3 de janeiro de 2010

E por falar em metas...


Tomei mais uma decisão para 2010, esse ano me livro dos meus entulhos. É que eu tenho um certo apego por objetos, principalmente por aparelhos eletrônicos. Eu os humanizo. Acho sacanagem trocar a velha tv por uma de lcd, como quem troca a esposa companheira por um pistoleira aproveitadora.

Foi doloroso jogar fora minhas fitas cassetes. E seu eu quisesse ouvi-las um dia? Tive que assumir que nem meus cds eu escuto mais, pra que guardar fitas? E ainda mais do Sampa Crew. Coloquei todas em uma sacola e coloquei na lixeira. Tenho quase certeza que ouvi uma delas pensando alto, “espero que seu hd queime e que você perca todas suas mp3s”.

E no meu criado mudo tem três gavetas, na do meio eu guardo meu walkman, meu diskman, meus celulares antigos, um furador de papel, e outras inutilidades. Por que? Não sei. Tem também aquele abridor de cd, ou melhor, de plastiquinho de cd. Acho que nunca usei.
Mas como faz, como se desprende de vestígios de uma vida assim? O que fazer com os bichos de pelúcia que restaram, ou os souvenris, ou os xerox de cursos que já fiz, as revistas que eu assinei. É sacanagem, é ingratidão, é injustiça, mas vou me livrar, doa a quem doer. E sim, eles sentem dor.