quinta-feira, 22 de julho de 2010

“Enquanto ela dormia...

...Nas almofadas daquele pequeno e intimista bar, envolta em seus braços, ouvindo o quarteto que estava no palco tocar um delicioso jazz, ele acariciava sua orelha, lançava-lhe um olhar apaixonado, apreciava a música que tocava e simplesmente a amava.”