sábado, 1 de janeiro de 2011

ano 30

(post previamente programado às 21h21 do dia 31/12/10 na casa da família. agora eu devo estar me embriagando com cidra cereser. beijos)

poxa, hoje é o primeiro dia do ano e é inevitável fazer aquele balanço do que aconteceu em 2010 e pensar coisas boas pra 2011. mas como pensar em coisas boas se daqui a dez dias eu faço 30 anos? bom, pelo menos não tive a tal crise dos 30, uma vez que vivo em crise desde que nasci.

mas calma, também não vou fazer um balanço destes 30 anos bem mais ou menos vividos. pensei em publicar umas fotos meio que pra exorcizar um pouco do passado chato e comemorar o que foi bom. mas no fundo são apenas algumas fases que talvez só eu lembre do que se trata e que talvez só fazem sentido pra mim.

então fica assim: um bom ano novo pra todos nós. eu toparia outro 2010 - que foi INCRÍVEL - mas que venha o meu ano 30. que venha 2011, esse lindo. e, apesar de não ter feito uma retrospectiva pública, fica aqui um trecho de um email que enviei e enfim, é isso.

(...) eu ia sair agora pra casa da minha mãe, mas começou a passar pequena miss sunshine e resolvi assistir. na verdade estou morrendo de preguiça de sair de casa e enfrentar o monte de gente que deve estar pela paulista. se bem que deu vontade de ver a largada da são silvestre.... hummm.

bom, então vamos ao que interessa, minha mensagem de ano-novo pra vc. não sei se devo pedir desculpas pelas coisas que fiz ou que deixei de fazer, porque no fundo este sou eu e não posso pedir desculpa por ser eu. sendo assim, eu posso dizer que este ano foi bem mágico pra mim. fiz muitas coisas pela primeira vez, repeti outras, deixei de fazer algumas. troquei de emprego, saí de casa, viajei bem menos do que esperava. não fui aceito no rumos itaú, mas fui aprovado no mestrado da unicamp. conheci pessoas novas e ao mesmo tempo tenho a consciência de que muitos antigos amigos se perderam com o tempo.

vi muitos filmes e fui a muitos shows. o que foi aquele mosh do phoenix, eim? e o mika agitando o povo? e o massive attack fazendo um dos melhores show que vi nestes quase 30 anos de vida. isso sem contar os brasileiros. agora mesmo lembrei da rita ribeiro, céu, thiago petit, lulina, bruno morais... ela solo amore... fui pouco ao teatro, mas vi peças maravilhosas. comprei mais de 60 livros e não li nem 10.

claro que ficam alguns assuntos mal resolvidos, né? mas nem quero falar muito sobre isso agora. resolver em 2011? talvez. esquecer? talvez. repetir os mesmos erros? se forem novas tentativas de acertos, por que não?

(...)

nossa, é tanta coisa pra dizer. 2010 foi um dos anos mais (in)tensos que vivi mesmo. é, mas não houve um dia sequer que tudo correu de forma suave, rotineira. aliás, rotina é uma palavra que não existe no dicionário de 2010 e vc sabe bem disso.

muito detalhe que não precisa ser dito agora (talvez pessoalmente) pois as melhores coisas que aconteceram este ano vão ficar mesmo é na memória. é, tou vendo que vou me atrasar pra ceia na casa da minha mãe. agora tá passando a cena da morte do avô da pequena miss sunshine. hilária, amo.

e já começo a ouvir buzinas e gritos lá embaixo. devem ser os atletas da são silvestre. ou então o pessoal chegando pro reveillon da paulista. engraçado, passei anos da minha vida querendo mudar pra cá e quando tem estes eventos eu só penso em sumir.

(...)

agora preciso dar tchau, pois senão vc nem vai ler tudo que escrevo. vamos aos clichês (mas são clichês verdadeiros, ok?) desejo mesmo um 2011 com sucesso, amor, amizade, família, arte, trabalho, deus. desejo muitos abraços e beijos sinceros. muitas parcerias e muito dinheiro. desejo milhas, viagens e novas descobertas.

(...)

pra finalizar mesmo, desejo sua presença sempre que possível, pois é sempre bom estar perto de pessoas amáveis. claro que as brigas e discórdias virão, mas isso a gente deixa pra pensar depois, afinal hoje é sexta-feira e o último dia do ano, ou seja, tempo de brindar e tentar, mais uma vez, ser feliz.

um grande beijo, um grande abraço.

obrigado,