domingo, 27 de março de 2011

Eu quero sexo!

Hoje vai passar um filme na TV que eu já vi no cinema Êpa!? Mutilaram o filme, cortaram uma cena E só porque aparecia uma coisa que todo mundo conhece E se não cohece ainda vai conhecer E não tem nada de mais Se a gente nasceu com uma vontade que nunca se satisfaz Verdadeiro perigo na mente dos boçais Corri pro quarto, acendi a luz, olhei no espelho, o meu tava lá Ainda bem que eu não tô na TV, senão iam ter que cortar!  (Ui!) Sexo! Como é que eu fico sem sexo! Eu quero sexo! Me dá sexo! Sexo! Como é que eu fico sem sexo! Eu quero sexo!Vem cá sexo!  Bom, vá lá, vai ver que é pelas crianças Mas quem essa besta pensa que é pra decidir? Depois aprende por aí que nem eu aprendi Tão distorcido que é uma sorte eu não ser pervertido Voltei prá sala, vou ver o jornal Quem sabe me deixam ver a situação geral E é eleição, é inflação, corrupção e como tem ladrão e assassino e terrorista e a guerra espacial! Socorro! Sexo! Como é que eu fico sem sexo! Eu quero sexo! Senta Sexo! Solta Sexo!