sexta-feira, 4 de março de 2011

SAFADO

no carnaval das tuas
duas
pernas
quero estar
no meio.

na nau louca
do seu leito
tubarões e travesseiros
ondas
pra surfar
espuma
e beijo.

na bomba relógio
do teu abraço
não sobra
ninguém
inteiro.

(dentro
e satisfeito).

Mulher,
desce desse andaime,
porque, cá embaixo,
a vida é real
- e o pau come de verdade.

Tô te esperando...