quinta-feira, 12 de junho de 2014

Hoje não estou

Conheci uma diretora de teatro muito estranha. Levei anos para entender algumas frases que ela dizia.
Uma vez chegou ao ensaio, deu umas ordens e ficou sentada no fundo do teatro. Duas vezes me dirigi a ela que respondeu que ''não estava ali''.
Pensei que era dessas babaquices de gente metida a diva-divina, figura popular do meio teatral, gente cheia de frescuras e chiliques.
Dias depois conversando com ela perguntei porque tinha dito aquilo, que ''não estava ali'' e me respondeu:
-Tenho muitos direitos na vida e esse é um deles, de ''não estar''. Você pode me ver na tua frente, mas se eu não quero, não estou.

Hoje véspera do jogo de abertura da Copa do Mundo, Brasil e Croácia me lembrei dela. Não sei se é culpa dos planetas ou sou assim mesmo, mas  para a Copa ''não estou''. Me dou o direito de ''não estar'' e talvez se o mundo tentasse fazer o mesmo funcionaria melhor, porque passamos por muitas situações que a melhor coisa é ''não estar''. Hoje não estou.