sábado, 12 de dezembro de 2015

É Natal, hora de montar a árvore!

Dezembro é o data oficial de montar a árvore de Natal.
Para as crianças é um dos rituais mais esperados, desde pequena eu montava árvore na minha casa e sei que é importante e divertido, mas nos tempos modernos de hoje parece ser uma obrigação, com mil indústrias te pressionando para comprar todo o tipo de acessórios natalinos, é tanta fome dessas indústrias que parece que o mundo já acabou e ninguém foi avisado.

Árvores são plantadas o ano inteiro para serem cortadas e usadas nessa época do ano, muito se poderia fazer se a pessoa comprasse uma arvore sintética e usasse durante anos, mas eu escuto os sussurros de que árvore sintética não tem o cheiro de uma árvore natural.

E essa árvore natural custa uma fortuna, alimenta uma indústria, a coitadinha vai ser cortada e depois vem a pior parte, vão encher ela de enfeites chineses, esses que são feitos por mãos escravas e com matéria prima de origem duvidosa, que ao ser jogada fora contamina todos os rios. E não é só, ainda faltam as luzes, também chinesas e segundo os bombeiros são as responsáveis pela maioria dos incêndios domésticos nesta época, elas ficam ligadas muito tempo, o plástico vagabundo derrete e a sala pega fogo.


Uma consumidora americana comprou uma enfeites de Natal, fabricados na China e dentro deles achou uma carta de socorro, de um escravo chinês que pedia ajuda. O rapaz escreveu a carta em um inglês precário, mas conseguiu colocar o endereço de onde ele estava. A moça ficou chocada e levou a carta à loja, que lamentou o ocorrido, mas disse que não poderia fazer nada. Então ela foi direto ao governo americano denunciar o que estava acontecendo na China e ela escutou uma resposta inacreditável, o governo americano não interfere na política trabalhista da China, mesmo que isso inclua receber nos Estados Unidos produtos feitos por escravos.

Mas quem se importa? O que interessa é o Natal, seus brinquedos chineses e o dia de montar a árvore e a noite de Natal com muita comida com carne, ou seja muitos animais vivendo em campos de concentração e morrendo para alimentar a indústria.

Ah, sempre tem os românticos, correm para me dizer que a árvore tem um lindo significado, nada é à toa. Mas isso é apenas o ser humano sendo ser humano, adora jogar discursos ‘’fofos’’ para as coisas bestas que faz. Talvez um dia foi bonito ter uma árvore natural e pendurar uns enfeites feitos à mão, mas hoje é outro sinal de que perdemos a noção das coisas, mudamos nossos valores e nada parece saciar nossa fome de consumo.

Mas existe um significado para a data, para tudo que envolve, é a história de Jesus. Ora, e quantos conhecem essa história? Quantos sabem que ele nasceu na noite de Natal? E tudo bem, não critico, no fundo ninguém se importa, este mundo pertence a categoria ''consumo'' ligado no extremo, a felicidade imediata, ao prazer efêmero, aos brinquedos que brilham, a comida sintética e ao vazio que parece cheio.

E será outro ano de árvore montada, enfeites tóxicos, luzes que botam fogo na casa e animais mortos na mesa. É, podem dizer o que quiserem, mas tudo isso é bem a cara do ser humano, esse ser egoísta e sombrio.

Iara De Dupont