sábado, 29 de agosto de 2009

Embarque nesse carrossel...

E quem não lembra? Eu me lembro. Lembro da canção e da boca mexendo antes da fala.E lembro da professora Helena e seu jeito tão carinhoso com os alunos. E como não lembrar do Cirilo que fazia morder os lábios de tanta raiva. Ah que moleque chatinho e bobo, odiava vê-lo correr atrás da Maria Joaquina, menina rica, chata e esnobe. E nunca esqueço quando chegou a vez dele esnobar, pinta de paquitão, menino negro-rico metido, bem que tentava, mas não adiantava,pois prevalecia nele a doçura e jeito meigo...ah sim! O Cirilo era meu aluno predileto e Maria Joaquina a quem mais odiava. E lembro da menina gordinha que falava "é tão romântico" (risos), ou da morenina que não lembro o nome, que tinha óculos de fundo de garrafa e tinha como melhor amigo o menino de cabelos de anjo.

É minha memória está péssima, um bagaço para os detalhes, porém, ainda resta algumas lembranças.Lembro da novelinha mais brega que já existiu, mas que deixava viciada e vidrada na telinha Enfim, lembro de quase tudo e como toda criança já desejei ser a professora Helena. Não minto, e quem quando criança nunca sonhou em ser professora? A maioria com certeza já brincou ou pensou em ser. E hoje, na volta pra casa, pensava em como estou me sentindo a professorinha Helena. Faz um tempinho que fizeram um convite que, no ínicio fiquei cheia de dúvidas, na época disse - não, não posso, não dá, não tenho tempo, e inventei milhões de argumentos, desculpas mil, alegando total falta de jeito pra coisa. Até que uma conversa amoleceu meu coração e destruiu minhas desculpas esfarrapadas e acabei aceitando o convite.


Sim, é isso mesmo. Em quase todos os sábados eu sou professorinha.É quase de "brincadeirinha", mas sou. No primeiro dia, super assustada, algumas crianças me assustam, eles são elétricos e espertos demais, e pra dizer a verdade nunca levei jeito pra coisa. Penso que nasci sem o tal dom maternal, adoro crianças, principalmente quando filhos dos amigos, parentes, me sinto muito imatura e desligada demais para ter filhos. Não sou dessas que não pode ver uma criança que fica com graça, adulando, passando a mão no rosto cabelo empastando a pobre criança , chamando de lindo toda hora, na verdade sou meio "secona" no início. E acho que os pequenos percebem e acabam gostanto. Não tem um que não me veja que não fique se engraçando, olhando e dando risada, brincando de esconder no colo da mãe...das duas uma, ou eu tenho jeito engraçado e rosto de palhaça ou realmente gostam de mim...sei lá rs.

No primeiro dia, estava com medo, mais do que eles,olhei e vi todos quietinhos, em silêncio olhando pra mim com cara de quem não estava entendo nada. Olhei pra uma que ria o tempo todo, branquinha, com olhos grandes, cílios enormes, boca bem pequena e fina, é muito meiga, mais que outras. E outro que diz - qual o seu nome tia? ...e duas horas depois de novo - qual o seu nome tia? E tem um que é arredio, não brinca, não fala, só olha,fica com cara amarrada e quando chego perto ele ignora. Mas este já está amolecendo, já ri e brinca e disse que vai casar comigo (hahahaha)...acho que vou esperar ele crescer, pois é tão gentil, me leva flor do jardim do vizinho e doce de $0,50... é muito sincero. E tem outro que tenta fugir com desculpas de que esta precisando ir ao banheiro. Nossa e como eles gostam de ir ao banheiro, nunca imaginei que faziam tanto xixi (risos)...ufa. E tem outros que poderia falar por horas de tão especiais que são.

Mas sabe qual é a graça? Sou eu. Sim eu, por que jamais imaginei que lidar com crianças fosse tão divertido e prazeroso. Jamais imaginei que ficaria mais à vontade e feliz ao lado delas. E brinco mais do que elas.E o que dou risada não é brincadeira! Elas são engraçadas, espontâneas, falam coisas sinceras o tempo todo, soltam uma gracinha atrás da outra... é muito divertido! Todos os sábados estou mais feliz, um tempo precioso, para brincar e dar muita risada , ouvir - olha tia o desenho que eu fiz...e vejo uns rabiscos, sol quadrado, árvore torta, pássaro bizarro, casinha estranha e dizer - está lindo...e vê-los saltando de alegria, por que recebeu um elogio, saem com um sorriso no rosto maravilhoso. Ah sim! Eu não tenho palavras para descreve-las e não sei como agradecer por existirem.E quase todos os sábados sou mais feliz pela escolha certa e boa de embarcar nesse carrossel doce, sincero, divertido e atrapalhado...estou amando de paixão!

[gente peço desculpas pelo atraso, no dia uma correria sem fim e à noite chegando tarde, sendo obrigada a pouco a tomar outro banho pra
tirar as massinhas de modelar do cabelo,isso quando gruda não sai mais, tirar as tintas dos dedos, do rosto..enfim...já viu né! hoje como nos outros sábados foi bom d+ ...risos]