terça-feira, 22 de junho de 2010

Por que diabos eu quis ser jornalista?



Eu odeio jornal impresso, porque suja as mãos; odeio rádio AM, porque tem pouca música. Eu odeio discutir política quando não quero; odeio o fato de jornalista ter de saber tudo.

Odeio os apresentadores de jornais, principalmente os sensacionalistas; odeio também os casos sensacionalistas. Odeio onde as emissoras estão localizadas; odeio o trânsito caótico de São Paulo e a idéia de ser obrigada a conviver com ele.

Odeio puxar o saco da chefia para crescer; odeio quem compete para aparecer. Odeio quem vai para o JUCA e acha isso a melhor coisa do mundo. Acorda! Pagar mais de R$ 300 para dormir no chão NÃO é a melhor coisa do mundo.

Odeio grandes nomes do jornalismo que acham que estão no tapete vermelho do Oscar; odeio ex-jogadores de futebol que acham que são ótimos comentaristas esportivos.

Odeio fazer plantão. Odeio não ter feriado, nem final de semana. Odeio dormir menos que oito horas por dia e o fato de ter me acostumado a isso. Odeio sair e pensar no trabalho. Odeio levar trabalho pra casa e pra todo lugar que vou.

Odeio...





(Esse semestre concluo a faculdade de jornalismo. Me desejem sorte aí, galera!)