sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Como criar um texto na hora do almoço

Contos de uma metrópole desvairada

Como criar um texto na hora do almoço? Anotando o que o seu ouvido é capaz de “sintonizar”, como se fosse um rádio. Bom, vou discriminar o lugar, um restaurante self-service, para vocês entenderem melhor:


Mesa 1 – Casal recém casado
Mesa 2 – Um sujeito neurótico, macrobiótico obcecado
Mesa 3 – Grupo de executivos,
Mesa 4 - Duas amigas
Mesa 5 – Grupo de estudantes
Mesa 6 – Freiras

A história:

Mesa 6 – Senhor, obrigada pelo alimento
E abençoa quem plantou, quem colheu...
Mesa 1 – Quem podia imaginar que isso ia dar tanto certo?
Mesa 3 – Um brinde ao nosso sucesso!
Mesa 4 - Mas olha, tenho que te falar uma coisa
Mesa 2 – Hmmm, hmhmmhm
Mesa 1 – Só que agora, como vamos pagar aquelas outras contas, sabe?
Mesa 3 – Banco
Mesa 5 – Oi? Alô?
Mesa 4 -Não entendo o que você quer dizer
Mesa 2 – Assalto
Mesa 4 – Isto é
Mesa 2 – um belo, hmhm, de um assalto
Mesa 4 – Queria poder ter te dito antes mas...
Mesa 3- Outro banco?
Mesa 6 - Misericórdia...
Mesa 2 – Bancos..hmhm...Odeio bancos,hmhm, todos eles.
Mesa 1 – É preciso mais para nos sustentarmos, o que temos não é suficiente
Mesa 3 – Mas outro banco?
Mesa 1 – Qual o problema? Já deu certo uma vez, deu pra sair da crise pelo menos
Mesa 5 – Você não tá entendendo
Mesa 4 – Não consigo mais guardar isso comigo
Mesa 1 – è muito dinheiro
Mesa 5 – Preciso de um emprego de verdade
Mesa 3 – Bom, eu acho que podemos conseguir muito lucro desta vez
Mesa 1 – É difícil, mas concordamos em passar por isto juntos
Mesa 5 – É eu também, eu não agüento mais ser explorado
Mesa 2 – bancos... hmhm...odeio eles, todos eles, hmhmm
Mesa 6 – Façamos juntos mais está ultima ação
Mesa 3 – Ok, por mim tudo bem
Mesa 1 – Tudo bem, vamos
Mesa 3 – Tchau, até mais
Mesa 2 – Hmm, hmhmm
Mesa 4 – Te amo
Mesa 6 – Amém
Mesa 5 – Beijo, me liga