segunda-feira, 11 de abril de 2011

Simples

Volto depois de um tempo mergulhada na contabilidade, decifrando números, debitando e creditando o real. Tão real que aos poucos se torna aquilo que não é, crescendo, enlouquecendo e ganhando dinheiro, uma consequência agradável, embora cruel. Eisenbahn Pilsen Orgânica é um alento para minha taça, para minha literatura ou anotações, para meu cansaço em forma de pijama que acalma a dor.

Como sou curandeira de mim mesma, acho digno me jogar e me salvar quando o processo pedir. E ele sempre pede, pois sempre precisarei sufocar contabilmente, talvez para o resto dos dias. Mas quando o processo exigir ação na vida, coração, cervejas caras e vinho pingando no corpo, pelos meios, não vou hesitar. Vou intervir, provocar o acaso e o amor pelo sabor das letras e números em sussuros no pescoço de algum gentleman. Vou ser assim, hábil e linda, sem título profissional. Gozar, gostar & relatar. Mesmo que ainda me pergunte quem ele é de verdade, quem sou. Dou meu braço inteiro e algumas partes dignas de fricção, pela mensuração do incendiário compasso de curvas, no lucro da exaustão, no segredo do corpão;
                                                                                             Filomena.