sábado, 19 de maio de 2012

Eu preferia que você me amasse

_ Eu te amo!
_ Ai meu Deus!
_ O que foi?
_ Pára com isso. Nós já combinamos que seríamos só amigos.
_ Mas eu não estou dizendo o contrário. Só disse que te amo. Não posso te amar como amigo?
_ Pode, mas depois de tudo que já tivemos, nós sabemos que não podemos brincar com essas coisas.
_ Brincar? Com que coisas? Eu só disse que te amo.
_ Você sempre complica as coisas.
_ Mas o que tem de complicado? Não foi você que sempre disse que quando se ama alguém, é pra sempre?
_ Pára com isso.
_ Então se eu te amei tanto durante o tempo em que namoramos, e se aquele amor era verdade, ele não pode ter acabado, senão significa que ele não foi real, não é isso?
_ ...
_ Pois então. Ele era real. Só que agora é diferente. Nós viramos amigos. Isso não significa que eu tenha deixado de te amar. Só aprendi que tenho que te amar de uma forma diferente.
_ Você sabe que isso não existe.
_ Eu sei? Eu só sei do que eu sinto. E eu sinto o que eu disse. É tão difícil assim aceitar que eu posso te amar de outra forma?
_ Eu não acredito nessas coisas. No fundo você só está confundindo tudo. Agora você acha que é maduro encarar as coisas dessa forma, mas vai chegar a fase em que você vai me odiar e perceber que, na verdade, o que você achou ser amor era uma atração que acabou virando ódio.
_ E quem você acha que é pra dizer qual vai ser o rumo dos meus sentimentos?
_ Eu conheço você. Você ainda não superou nosso término. Eu espero que você consiga superar logo tudo isso e que seja feliz.
_ Você acha que eu não estou feliz só porque estou sem você?
_ ...
_ Você é um idiota mesmo.
_ Não precisa me agredir assim. Eu só queria que você seguisse com sua vida assim como eu segui com a minha.
_ Do que você está falando, seu retardado? Se você não tem maturidade pra discernir seus sentimentos, não saia acusando as pessoas de serem iguais a você. Eu sei muito bem lidar com os meus.
_ Se soubesse não estaria confundindo tudo assim.
_ Você não entendeu nada, né? Como é burro! Que ódio!
_ Eu sabia que você ia acabar ficando com raiva de mim. É uma pena. Eu preferia que você me amasse.