terça-feira, 16 de abril de 2013

start revolution from my bed

Hoje me dei o direito de acordar uma hora mais tarde, sem interrupções, pois decidi e refleti: do que adianta me enganar sempre adiantando nove minutos. Ah, todavia, num castigo divino daqueles que só acometem aqueles que decidem numa fria manhã de terça-feira não madrugar, a minha pequena cachorra, mordeu o pequeno sapato da minha pequena esposa que me acordou com um não pequeno berro exigindo reparação ao dano e evocando o princípio da reciprocidade, como outrora ocorreu com o meu FIFA13. Sem pestanejar, sem entender ao certo, sem acordar devidamente e sim, dei razão e achei justo. Justo, nem sempre é, o resultado dos pequenos pecados que nos deixamos conscientemente nos seduzir, que acreditamos que passarão incólume ao olhar ubíquo DELE.