terça-feira, 21 de outubro de 2014

Um dia narrado em multimídia!


05:00, aqui no ponto de ônibus.
Vai demorar para o sol nascer ainda. Frio. Frio não: gelado mesmo. Um vento de cortar.

05:01.
Finalmente o ônibus veio.
Geralmente são as mesmas carinhas, as mesmas pessoas que sempre acordam nesse horário pra trabalhar.
Quando esse post for ao ar, espero poder estar acordando lá pelas onze de novo, após uma madrugada intensa de missões em um dos meus games!

Li, acho que um mês e pouco atrás, que o importante para qualquer texto feito para a internet seria o foco.

Foi numa das edições da revista Superinteressante!
Eu tava prestando serviço à Jovem Pan, e decidi ir até a banca, comprar um lanche e algo pra ler, pra fazer com que o tempo passasse mais depressa.

Qual não foi minha surpresa, a reportagem de capa tratava sobre organizar sua vida, nessa correria que se transformou o nosso dia-a-dia.

O autor dizia sobre seu bloqueio de jornalista, que tinha um prazo pra entregar o texto, sua reportagem, mas do branco que o atrapalhava terminar as últimas linhas.

"Escreva quando puder. Quando estiver inspirado. Faça anotações. Se for pra escrever uma linha por dia, o faça. Mas não deixa de traçar metas!"

E aqui estou eu. Sentado ao lado de um cara que não conheço, às 05:09 da manhã, do dia 23 de setembro de 2014. Primeiro dia da primavera desse ano.

Também passo por esse branco.
Inúmeras vezes tentei voltar ao meu blog, sem sucesso.
Comecei a reparar que sempre me frustrava. Ia lá, escrevia pros leitores que dessa vez era pra valer, caprichava no post, e já no dia seguinte... Cadê o ânimo?!

Aqui, no blog das 30 pessoas, busquei por blogueiros na minha mesma situação. Pessoas que tinham suas páginas, mas que resolveram escrever uma vez por mês. Para não deixar de redigir de vez.

E encontrei!

Tem alguns que gostei tanto que cheguei a pensar: "Que pena que ele/ela não escreve mais todos os dias.
É uma delícia de texto!"

Mas entendo bem.

Cheguei à rodoviária de minha cidade.
Tirei uma foto pra mostrar que não tem quase ninguém aqui hoje, nesse horário.



Também fiz um print da tela do meu celular pra mostrar o quão frio tá aqui.
Um vento de gelar a espinha.
15°C?!
Sensação de -5°C!!!



Acho que darei uma pausa na escrita agora.
Ficar um pouco quieto.
Seguir a recomendação do jornalista da Superinteressante. O qual, obviamente, fiz questão de agradecer e parabenizar pelo Twitter.

Escreva quando tiver vontade.
Não se sinta obrigado.
Por agora, acho que tá bom!
Bora esperar o segundo busão dessa fria manhã de setembro!

-

Resolvi voltar só pra registrar que já tô dentro do ônibus que me levará até a cidade vizinha, onde tô fazendo freelance (não lembro se escreve junto ou separado).



Parando de novo!
Vou ouvir música!

-

Comecei com essa: "Meu vício agora" - Kid Abelha


-


-

Tá rendendo!
Meio-dia e nove.
Acabo de ouvir no horário eleitoral "gratuito" obrigatório algo que"tirou" a paz de um amigo meu, no Facebook, há uns dois dias: "Estão propondo acabar com a polícia?! Foi isso mesmo o quê ouvi?!"

Sim, querido. Foi.

Tem coisa que, se eu não ouvisse, eu não acreditaria.

Penso que nunca antes na história desse país, a internet tenha sido tão importante numa eleição.

Por exemplo: um ator contratado, fazendo um sotaque nordestino, acabou de dizer no programa do partido dele que a candidata dele tá liderando isoladamente em todas as pesquisas.

Não é bem assim não, meu filho.

Eu sempre disse da importância da população ter acesso à rede mundial de computadores.

Mas fiz uma "pesquisa", durante as eleições, pra saber se as pessoas buscavam informações sobre seus candidatos na internet.

O quê mais ouvi foi "não! Prefiro ver sobre novelas e afins!"

Não sou contra novela, e nem nada.
Mas eu acredito que também seria importante informação.

Aqui em São Paulo, dois candidatos que lideram nas pesquisas me fazem sentir vergonha alheia e me levam a pensar que o povo realmente não tem memória.

Um, só faz palhaçada (se bem que a grande maioria nos fazem de palhaços mesmo). Dos poucos projetos que criou (todos sobre o circo, literalmente), não defendeu nenhum na bancada.

O outro que lidera, assim que pôr um dos pezinhos lá fora, a Interpol pega.

Dá pra entender?!

Inclusive, esse candidato aí (o segundo que exemplifiquei) já está inclusive com a eleição impugnada, porque caiu na ficha limpa.

Quando esse post for publicado, vamos ver como estará o nosso país, nosso estado. Espero que aí onde você mora, tudo tenha corrido bem.
E que se você me lê fora do Brasil, torça por nós.
-
Show. Ônibus superaqueceu.
E é o mesmo carro que pego de manhã. E sentei na mesma poltrona. Olha a foto aê!



-

Muito bem!

Depois de ter tentado fazer o melhor possível, acho que se me estender mais, o negócio vai ficar massante! Por isso vou terminando por aqui!

Agradecendo a você que teve a paciência em ler esse meu dia aqui. Partilhando comigo essa experiência de postar pelo celular, e de uma maneira "multimídia".

Lembro que uma vez, uma das blogueiras escreveu pra mim, num comentário num dos meus posts, que seria legal, quem sabe, num futuro próximo, postar através de áudio, num dia qualquer!

Vou amadurecer a idéia!
Já imaginou? Eu ligando pra vocês, ou quem sabe via Skype (pra ficar mais barato, porque... Né?!), rolar uma entrevista com a galera que faz o blog acontecer?!

Seria demais!

Aquele abraço!