domingo, 19 de julho de 2009

Harpa d'agua


Desculpe o atraso, é que furou o pneu do trem... (pô, baita mentira né?) bom, espero nao estar sendo incomodo, mas me ocorreu um pensamento alarmante qdo estava no trem que queria participar a maravilhosa equipe do blog dos 30 porisso entrei num internet café pra gastar um pouco de dedo... e depois voltar a botar o pé na estrada.
.
Mais que uma questão semantica, é uma questão zen-quantica, se é que isso existe! E este nivel subatômico me lembrou que assim como o espectro cromático, o espectro sonoro é basicamente originado atraves do movimento oscilatorio das ondas de frequencia que podemos perceber atraves de nossos mecanismos sensoriais de cognição.

.
Então fiquei aqui pensando que se um som tem uma frequencia tão baixa que não pode ser ouvido talvez não devesse ser classificado como som... mas um cachorro ouve outras frequencias, e outros bichos reagem de maneiras diversas às freqüencias sonoras e luminosas. O visivel pode ser invisivel assim como sons podem ser inaudiveis.

.
Pois então um, som inaudivel talvez não seja som, embora o possa ser para outras especies e imagino que certos sons vibrem apenas dentro do meu cranio. E resta pois a pergunta que não cala e ecoa nos meandros da existência humana neste maravilhoso planeta de agua com pedacinhos de terra com serzinhos complexos e laboriosos de curta existencia:
.
Existe musica, depois da morte?

.