segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Como Sobreviver à Queda de um Avião

A questão não é SE mas QUANDO teremos um ataque de zumbis morto-vivos e se esse pandemonium acontecerá antes ou depois da revolta dos robôs, tomados uma uma inteligência artificial malévola (check: Terminator). Se tudo isso te parece enredo de filme ruim do Michael Bay produzido pelo Jerry Buckheimer, vamos apelar para o medo REAL de todo e qualquer ser humano que saiba o que é perigo.

Ao contrário do que diz Obama, você corre mais risco de morrer de devido à queda de um avião do que em um ataque terrorista (a não ser que ele concilie as duas coisas, como a história já provou que é possível, check 9/11).

Pensando na sua segurança e na manutenção de page views deste blog, segue abaixo um roteiro de como sobreviver à uma queda de avião, desde a prevenção até se manter atento à sinais de que a gravidade está falando mais forte que as turbinas.

Estatísticas do governo ( não do nosso, mas do americano) dizem que 19 em 20 pessoas, em média, sobrevivem à uma queda de avião. Suas chances são de mais de 95% para a sobrevivência. O importante é somar aqui alguns comportamentos que possam garantir que você esteja na maioria e não no lado infeliz da porcentagem. Mas, vale a pena reforçar, são apenas dicas e não venha me processar caso você morra.

Dicas:

- Use sapatos confortáveis. Isso exclui aquelas suas Havaianas. Por mais que elas estejam na moda na Europa, não são muito boas para correr de um avião em chamas, certo? Não exponha seus pezinhos ao perigo. Eles podem se cortar caso você caia na Floresta Amazônica (ou o que resta dela). Calças longas e mangas compridas são uma boa pedida. Elas vão proteger a sua pele do fogo, pelo menos por um tempo, e do frio, caso você caia em alguma calota polar.

- Tenha sempre um plano de fuga. Observe a saída e trace possíveis rotas para alcançar a porta. Não meça esforços. Veja a quantidade de gordinhos no caminho, velhinhos ou demais pessoas que se movem devagar. Numa hora de pânico, ninguém se manterá a direita deixando a esquerda livre pra circulação. Saiba que quando a hora surgir, pode ser necessário fazer sua ética cair por terra e acotovelar alguns seres humanos pelo caminho. Uma dica é mentalizar que você está preservando a espécie e agindo por puro instinto. Se você sobreviver, ninguém irá te julgar e talvez role uma indenização (=$$). Fique sempre perto das portas, entre as 7 primeiras filas.

- Apesar dos barulhos do seu companheiro de poltrona, pequenas turbulências e sono, leia atentamente as indicações de segurança do avião. Ela faz a diferença entre aqueles que caíram no mar por não prenderem o sinto e aqueles que caíram na ilha deLost. Alguns morreram depois, por razões inexplicáveis, mas tudo bem. Conte o número de assentos a percorrer até cada saída do avião. Desse modo, se houver fumaça, você já sabe qual é a mais próxima. Use o cinto de segurança e pratique por pelo menos 6 vezes o ator de abrir e fechá-lo. Aja como se tivesse TOC e ninguém vai perguntar nada. Repita o processo com os olhos fechados, só pra garantir.

- Ok, as coisas podem ficar bem feias quando um grande pedaço de metal pega fogo nos ares ou começa a cair indiscriminadamente (e quem cai com foco?). Ouça as comissárias de vôo, de bordo, ou qualquer mulher uniformizada que fale separando as sílabas corretamente e fingindo tranqüilidade. Elas sabem o que fazer, foram treinadas para isso e ganharão milhas quanto maior for o número de sobreviventes da tragédia. Continue calmo e prepare-se para um possível choque. Sente-se confortavelmente, com os braços cruzados e as pernas entre os braços. Reduza o espaço que sua cabeça possa girar em caso de uma aterrisagem. Isso ajuda a sua dor de cabeça a ser menor ou, no pior dos casos, torna a identificação do seu corpo um pouco mais fácil. Se a máscara de oxigênio cair, use-a. Não tenha medo de parecer bobo. As cores não são as melhores, eu sei, e o ar pode não cheirar tão bem, mas podem ser seus últimos segundos de vida, então, dê uma ajuda ao destino e respire fundo.

- Quando o avião cair, segure-se forte ao seu assento. Mantenha-se abaixado caso haja fumaça e corra para a saída mais próxima. Não seja o idiota que se atrasa e atrasa todo mundo ao tentar pegar a bagagem de mão! Perceba: o avião caiu e não há nada mais importante do que preservar o seu corpinho intacto. Abra a porta. Caso haja alguma danificação na lateral do avião, observe se é uma boa e possível saída. Caso seja uma distância muito alta, penseo: o que é pior, quebrar as duas pernas ou morrer queimado e sufocado? Pule.

Ao sair do avião, você ainda não está a salvo. A questão agora é agilidade. Fique a distância do avião. Corra, se arraste, saia de perto. Ele pode explodir. Segundo estatísticas confiáveis, mais gente morre pela explosão do que pela queda. Apesar de distante, não saia para muito longe da zona da queda. Isso pode dificultar a busca por você/seu corpo.

Fim.

Caso você sobreviva, escreva um livro ou pelo menos um post em um blog sobre o assunto. Se cair em uma ilha esquisita, cuidado com Os Outros. Se cair no meio do ártico com outras pessoas, por favor, nunca coma os seus companheiros, mesmo que haja falta de comida. É extremamente anti-ético.