quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Porque normalmente eu falo demais, mas às vezes de menos

Palavras são as coisas mais sensacionais que existem, são um caminho pra quase tudo. Mas não pra tudo. Onde a palavra silencia, aí sim se encontra o ser humano. E é aí que me encontro. Sem palavras, talvez por tê-las todas mas nenhuma me servir.
.
.
.
.
.
.
.
.