quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Emprestando da amiga

Ando evitando me desentender com o mundo e por isso meu texto nesse mês é na verdade um poema escrito pela Ana Guadalupe, que eu conheci recentemente e recomendo pra todo mundo. Prometo que em janeiro faço uma retrospectiva (estou selecionando fotos, mas tenho milhares) e um texto que obviamente não será tão bom quanto o que segue:

calor no inverno

até calafrios de febre
podem substituir ventiladores
quando faz calor em pleno inverno
e alguém esquece de puxar os fios
do frio

a cidade e todos que conhecemos
não andam se entendendo
nós, ao contrário da cidade,
quase sempre lavamos sozinhos
e com capricho
os cabelos