segunda-feira, 16 de maio de 2011

SOS

Os dias passam rápido demais, não tenho tempo até para o nada. Os sonhos quando se atrevem a aparecer são confusos, entrecortados e ofegantes, como iniciante em uma maratona. Ironicamente quando me lembro tenho sono e as lembranças são insípidas cor cinza que me deixa desesperançado. Para que esse dia seja melhor, o meu remédio é o seu sorriso acompanhado de suas mímicas desajeitamente elegantes, não padeça a qualquer ameaça do meu humor inconstante e peço por gentileza que não suma. Salve-me.