domingo, 15 de abril de 2012

Platônico

Às vezes fico me perguntando o que você faria se soubesse...

... dos apelidos que te dei,
das indiretas que mandei,
dos ciúmes infundados,
teorias mirabolantes sobre seus costumes,
do meu esforço em me fazer notada por você, sem parecer que eu me importo com isso,
e das vezes que meu coração disparou só de te ver passar.

Você sairia correndo? Chamaria a polícia? Diria a todos que sou a louca stalker? Ou confessaria que você também sente igual?

Na dúvida, prefiro a dúvida.

"É tolice, eu sei. Você não sente os meus passos. Mas eu imagino, mas eu imagino..."