segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Parlenda Gastronômica



- ... e aí, filha, você mexe com a colher fazendo um desenho de '8' no fundo da panela, espera até que o terceiro grão pule, fecha a tampa e diminui o fogo. 

- Tá.

- Mas presta atenção que agora vem a parte mais importante: para todos os grãos estourarem e não ficar nenhum piruá, você precisa cantar, enquanto bate com a colher na tampa: 'Estoura, pipoca, Maria sororoca'. Vamos lá, repita junto comigo...

- Estoura pipoca, Maria sororoca. Estoura pipoca...



Foi assim que meu pai me ensinou a estourar pipoca, quando eu era ainda bem criança. 

Confesso que levei um bom tempo para descobrir que cantar para a Maria era apenas folclore. E mesmo ciente, não consigo evitar de ainda cantarolar mentalmente a musiquinha a cada vez que eu ouço os grãos do milho arrebentando. Não custa nada, né?