terça-feira, 22 de janeiro de 2013

A cada novo dia começa um ano novo...

Decididamente sou do contra.

E como do contra que sou tenho imensa dificuldade a adaptar meu estado de espírito ao estado de espírito que esperam de mim nas famigeradas datas comemorativas. Adoro estar feliz no dia 1º de janeiro e geralmente estou (assim como gosto de estar feliz em qualquer outro dia e geralmente estou também), mas detesto TER que estar feliz nesse dia. Pombas! O que já não teve de "dezoito de abril" ou "treze de julho" (datas que não representam nenhuma efeméride para mim) que eu acordei com vontade de dançar "Gangnam Style" no elevador do prédio, de bater na porta no vizinho e desejar "Bom dia", de beijar o português da padaria ou de comprar balas do Zeca Baleiro! Mas deixa alguém me flagrar soltando um "Bom dia, só se for pra você!" no dia do réveillon .. nossa, mãe! Já posso até ouvir a indignação no rosto do sujeito: "ai, como ele é azedo... isso é porque o ano só tá no começo!". "Meu querido - responderia eu - se eu acordei com os cornos virados hoje, porque vou esperar pra ficar com mau humor amanhã? Não me consultaram na hora de distribuir os feriados... tá bom que eu vou esperar o seu diazinho da paz acabar..." Ok. É melhor nem imaginar mais.

Por favor, não me levem a mal. Eu sou um cara bem humorado, só que eu acho que é muito desperdício e imprudência canalizar toda nossa carga de esperança para um único dia. Eu juro que eu poderia ter publicado este post no último dia 22 e isso faria muito mais sentido para muitos, mas eu disse NÃO! Bati o pé, publiquei algo completamente alheio às comemorações dezembrinas (das quais eu participo, ainda que com ressalvas) e publico sobre o ano novo somente agora, 22 dias depois, quando o ano é apenas um semi-novo que pode ser encontrado em qualquer brechó. Defendo a tese de que a cada dia começa um ano novo! É isso mesmo! Já que organizamos nossa vida em lotes de 365 dias, que possamos diluir nossa carga de esperança ao longo desses 365 dias. Um ano novo pode muito bem começar hoje e acabar nas doze badaladas do próximo dia 21 de janeiro, assim como o ano novo que se iniciou no dia 1º de janeiro se encerrará na meia noite do próximo 31 de dezembro. Que a cada dia, seja ele 1º de janeiro ou 15 de outubro, possamos ter esperança, planos, desejarmos ser pessoas melhores ou até mesmo acordar de mau humor.

E que o mesmo valha para qualquer efeméride! Se você se esquecer de meu aniversário em 28 de janeiro e comemorar comigo meu desaniversário em 13 de Junho, não vou gostar menos de você por isso. Tenho 1 aniversário e 364 desaniversários e de bobo eu não tenho nada: aprendi probabilidade na escola e ela me ensinou qual dois é mais vantajoso!

Assim sendo: 

Que o ano novo, que também se inicia hoje, possa ser maravilhoso para todos nós! Hoje e sempre!