quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Você ousar sentar mais perto...

Frio. Silêncio. Ouço a chuva batendo na janela, nas folhas lá fora. Cachorros latem. Aqui dentro há um local aquecido. Não é só o quarto que está aquecido, mas meu coração. Sim, esse recôndito secreto, íntimo mudou depois que você chegou. Mudou justamente porque você decidiu sentar mais perto. Mudou porque você decidiu ser mais perto. Mudou porque você ousou decidir-se por mim antes mesmo que assim eu o fizesse. O que faço agora? Eu? Só tenho a agradecer. Agradeço com um abraço. E você me devolve lágrimas. Fico sem entender. O que te fiz? E você me diz: “Nada. Você apenas sentou mais próximo que todos conseguiram sentar. E você enxergou a solidão aqui e veio preencher sendo você. Sendo apenas você e eu.”