quarta-feira, 29 de maio de 2013

Espera aí

tentei organizar o dia e por mais que a pressa tenha sido premissa, consegui realizar o todo previsto não consegui organizar ideia, pensamento prá cá. embora, com matérias e vídeos selecionados, na ponta da agulha. então resta a cara de pau bem deslavada de vir agora e escrever algo. pois é, vergonha nenhuma, sem emprego, mas não sem ocupação. acordei cedo, li, corri para perdizes, para entrevista e prova que me serviram de aviso, alerta, quanto mais leio e menos escrevo percebo o nada que eu sei. enfrentado, sem calma, com suor e muito nervoso. do lanche que virou almoço e pressa para o pagamento da conta. de lá para cá encontro com supermercado, cozinha, comida, panelas e falta comer. banho rápido, de miau, sabe como é no frio não dá prá ser demorado. uma pausa e arrumar mala para o encontro de estudantes em bernô cite (são bernardo do campo) para quatro dias de encontro. palestra com luiza erundina e debate com circulo palmarino discorrendo com excelência sobre o racismo, atenção, pés livres, mãos dadas e olhos bem abertos. jantar, almoço e musiquinhas para acordar do tipo café, café, café risadas e gargalhadas bastante gente prá conhecer e trocar ideia, vida, momentos. noite cultural com ba kimbuta, sarau do binho e a minha velharice de sempre , após vê-los, pois nunca bebo, faço nada além de ir dormir cedo, vê se pode isso. é a idade e quando vê acabô. chegou domingo à noite, horário de brasília, daí venho aqui escrever sobre o que os dedos e mente permitirem. se não aparecer, noutro mês é nois que tá.
enquanto isso, escuto a musa para embalar meu sonho. a preparação para o encontro mais especial da vida.  daqui cinco anos, parto normal, humanizado, é nois, espero pacientemente ansiosa por nosso encontro, zion.