sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Quase...

Quase esqueci mas lembrei (em tempo)... quando se vive, não resta tempo para escrever, para mim escrever de mim... então lembro a vocês da lua, de umas nuvens que mudam de cor, de um eclipse que não verei, de um suspiro letal do orgasmo úmido, todo úmido, e meu corpo para viver o que não escrevo... 

Deste instante... em diante... fechando malas, portas... enviando ABRAZOS.