sábado, 8 de março de 2014

Medo


  Me achava corajosa.
  Assistia Freddy Krueger, a coisa, gremlins sozinha no quarto.
  Adorava rodinhas de contos de terror, os outros sentiam medo, eu me divertia.
  Discos voadores, loira do banheiro, ladrões, traficantes...
  ...nada, nem tiroteio, nem roda de rock.

  Acontece que eu tenho medo de outras coisas.
  Repetir de ano, ir ao dentista, bronca.
  Até hoje, morro de medo de bronca, de reunião com a chefe, de dentista.

  Sou uma entre bilhões de pessoas que sabem exatamente o que dizer, mas ficam quietas,
  e estou entre outros bilhões que sempre falam, mas deveriam ficar quietas.
  Sou a pessoa mais medrosa que conheço.
  
  Tem entre esses tantos bilhões de pessoas
  poucas que sabem o que dizer e fazer,
  e não têm medo, ou que superam.
  Meu novo sonho é ser uma dessas.