sábado, 12 de abril de 2014

Não sabemos mais nem cortar um limão?


Desde que vi um comercial cismei com um produto. Fui no supermercado e peguei para ver, é um suco de limão para temperar a comida.
Quem cozinha sabe que poucas coisas dão tanta alegria como o limão, ele tempera, deixa um sabor delicioso e em muitos lugares onde a higiene é um luxo ele tem o poder de matar bactérias.

Segundo a medicina maia é um dos alimentos de maior valor energético, parecido ao alho, carregar um limão na bolsa ou na mochila afasta as invejas, ele puxa a energia ruim. Também serve para ser usado em gripes, é só passar o dia com um limão por perto, segurando ou deixando ele próximo, a energia dele é tão forte que acaba com dores de cabeça e melhora os sintomas.
Na casa ele funciona do mesmo jeito, também limpa as energias ruins, é só deixar um prato com alguns deles no centro da sala.
E um copo de água morna todos os dias em jejum com umas gotas de limão limpam qualquer organismo e eliminam as toxinas.

Ainda tem uma coisa incrível, ele dura muito, ao contrário de muitos alimentos mais frágeis o limão aguenta bem umas semanas, é só comprar, colocar em um prato e deixar na cozinha.
Por isso não entendi o produto, o suco de limão para temperar. Essa parte da humanidade me tira do sério. Todos reclamam das empresas alimentícias, dos seus alimentos modificados, de suas frutas e vegetais contaminados de agrotóxico e todas as mentiras e químicos que vem na embalagem, mas as pessoas também têm sua parcela de culpa, parece ser uma característica humana agir como um retardado.

Pra que alguém precisa comprar suco de limão? É tão difícil assim comprar limão, pegar uma faca e espremer? Sério mesmo? Chegamos a esse ponto de nos comportar como crianças de dois anos que não sabem mexer em uma faca?

Se a indústria inventou e colocou no mercado esse suco é porque vende, pessoas lá fora compram, totalmente sem noção, compram um produto que não tem a mesma qualidade do limão e pagam duas vezes o quilo do limão.
É fácil culpar a indústria, mas a humanidade virou uma lesma gigante e preguiçosa, quer tudo pronto e mastigado, sem problemas, não quer nem saber da onde as coisas vem.

Talvez o mundo inteiro deveria fazer uma dieta, porque só nela a gente aprende a cortar e cozinhar os alimentos naturais, antes disso agimos como imbecis comprando tudo pronto. Quem faz dieta aprende a acordar mais cedo para fazer sua marmita ou cortar sua fruta.
Tudo isso mostra que não somos tão inocentes assim, a indústria alimentícia cresceu e está envenenando o planeta porque todos estão mais ocupados e preferem perder seu tempo navegando em canais de filmes do que cortando um limão.

Não sei mais o que querem, comida mastigada? Só falta isso, se cortar um limão está exigindo demais das pessoas, imagino que mastigar vai começar a ser uma tortura.

Alguém me explicou que esse suco de limão para temperar é apenas para que o preparo da comida fiquei mais prático. Mas comer não é uma questão de ser prático ou não, mas de se alimentar. E agimos assim simplesmente, dane-se o limão, eu compro o suco. Enquanto isso as indústrias se mexem e vão jogando veneno na comida, dizem que é para evitar pragas, mas se não sabemos cortar um limão, vamos entender de pragas no campo e agrotóxicos? Não, estamos ocupados, não interessa a origem da comida nem o que colocam nela, desde que esteja no supermercado na esquina de casa e fique aberto até depois da novela, caso contrário atrapalha nossa vida.

As coisas mudam, hoje até comprar e cortar um limão altera o horário de qualquer um. Mas pelo menos com o suco de limão para temperar temos mais tempo livre, coisa fundamental neste mundo, cada vez mais precisamos de horas livres, porque ser infeliz como a grande maioria é, consome todo nosso tempo.