sexta-feira, 5 de setembro de 2014

O Carlinhos pedia esmola no sinal do Derby. Ele olhava para mim com tanto amor. Os olhinhos brilhavam. Um dia eu 

De onde você é? 
A moça sabe a ponte? 

Fiquei sem fala. Fechei a janela e pisei no acelerador. Hoje, é zelador do prédio. Um homem que dá bom dia boa tarde boa noite. Meus filhos adoram o Carlinhos. Ele troca lâmpada, ajeita cano e às vezes até dorme no apartamento. 

(Cleyton Cabral)