quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Natural Matinal Que Me Atrai

Essa coisa do natural matinal que me atrai.
O rosto amassado, cabelo revirado,
Pijama roto, velho e abarrotado.
Ah! Essa coisa do natural matinal.
A preguiça que finda o expediente e não faz hora extra.
A ternura sem batom nem blush, sem esmalte nem sombra
Nem sombra de dúvidas que o cheiro da pura essência, do suor da sua noite
Também vem concatenada com essa coisa do natural matinal que me atrai.
Assim é que tem que ser
Assim é que se conhece alguém.
Na transparência de tua existência.
Do sorriso tímido à torção de teu corpo em nossos lençóis
Toda essa ausência de máscaras te torna ainda mais bela e tenra
E do meu tato à sua pele, ainda a macia e sedosa que conheci
Boceje essa beleza, espreguice essa fonte natural
E é isso que me atrai: O seu natural matinal.