segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O que eu quero

Sugestão: ler ouvindo Canción ParaEl Viento de Perota Chingo





Quero fechar os olhos e sentir a brisa fresca brincando com meus cabelos e o sol aquecendo minha pele brandamente.
Quero cantar sem ninguém reclamar, quero bailar à luz do luar.
Quero que o sono venha rápido quando eu me deitar, quero acordar descansada. Quero beber sem ter ressaca.
Quero sonhar sonhos bons, quero enfrentar meus pesadelos.
Quero que o tempo passe devagar, quero sair sem destino por esse mundão.
Quero paz e quero paixão.
Quero ser desafiada, quero ser uma pessoa melhor.
Quero o bem. Quero o bom-humor.
Quero aqueles que amo perto de mim, quero distância do que me faz mal.
Quero dançar na chuva, quero correr ao encontro de um abraço apertado.
Quero o que não faz sentido. Quero sonho, quero um livro.
Quero ter pessoas cheirosas e agradáveis ao meu redor, quero tomar banho.
Quero um cachorro para correr comigo e lamber minha mão, quero um gato para se aconchegar na minha barriga. Quero porquinhos-da-índia que não fiquem doentes.
Quero um mundo sem medo e sem maldade.
Quero mais ciclovias pela cidade.
Quero fazer a diferença na vida de alguém.  
Quero sossego, quero ir além.
Quero ser mais decidida, mas é tanto querer que fico perdida.
Quero um pouco de loucura, quero um pouco de razão.
Quero nada, não. Também quero um pouco de solidão.