quarta-feira, 19 de agosto de 2015

A poesia do seu olhar

Como tentar não se encantar por uma flor ao descobri-la real
tendo a conhecido apenas em tatuagens.
Como ignorar manifestações de arte urbanas
por terem se tornado parte da fotografia da cidade.
Como não se comover mais com a pobreza e o abandono
por se acostumar demais a ignorá-los.
Como nunca derrubar uma lágrima
por não ter se posto no lugar do outro.
Como se eu nunca tivesse encontrado o que eu acreditei existir desde sempre,
se eu não tivesse te tocado.
Como não se apaixonar por poesia
até enxergar o mundo com o seu olhar...
... e me apaixonar por você.