sábado, 22 de agosto de 2015

Vermelho

Visto vermelho sim.

Mas não é vermelho-PT, é vermelho-sangue mesmo. Sangue dos 18 mortos brutalmente na chacina em Osasco e de todos aqueles - pobres, sempre pobres - que morrem brutalmente todos os dias pela violência policial. 

Visto vermelho-vergonha. Vergonha por todos os que não aprenderam com a história e que rogam pela volta da barbárie da ditadura militar.

Visto vermelho-raiva. Raiva por todos os que se indignam quando  a viagem pra Europa fica mais cara, mas que nunca se indignaram quando seu vizinho morria porque não tinha o que comer.

Visto vermelho que não se mistura com amarelo, porque nessa história, eu não quero ser laranja.