segunda-feira, 5 de junho de 2017

Mafalda

Então perdi alguém
Alguém querido, alguém tão próximo
Mas sei que jamais a perderei
Confuso?
Pois estes tempos também o são...

Perdi sim sua companhia
Sua presença
E até mesmo sua voz
Voz já carregada pela melodia do tempo

Mas não perdi sua sabedoria
Esta, me recuso a perder
Não há como perder suas memórias
Agora que também são minhas
Tantas histórias

Não perderei seus ensinamentos
Sua prosa e seu tricotar
Não perderei nenhum momento
Como naquelas tardes de chá em sua mesa

A casa já não era a mesma
Nem mesmo o ar o foi
O amor também não era o mesmo,
Porque amor verdadeiro cresce
Não se importa com distância ou barreiras

Tantas coisas descem da minha mente
Buscam os meus dedos
Querem ser relatadas
Revividas...

Uma história muito grande
Não cabe em uma madrugada
E nem em um punhado de papeis
Porém cabe no coração.
Cabe na memória.

É lá que a cultivarei
A honrarei
E principalmente
A brindarei com minha saudade.

Fábio Fonseca