sábado, 19 de novembro de 2011

What the fuck?

Imagens como essa andam sendo disseminadas pela internet e por sites de relacionamento. Todo mundo "curte" e acha o máximo. Dezenas de comentários do tipo "verdade", "é isso mesmo", "falou tudo" acabam aparecendo cada vez que alguém divulga essa mensagem.Eu fico me perguntando que tipo de pessoa acha realmente que isso é verdade. Prefiro acreditar que ninguém. As pessoas acostumaram a se sabotar. Ou alguém concorda que prefere não ser correspondido, que preferia que as pessoas que te interessam te ignorassem ao invés de corresponder às suas investidas? Eu aprendi desde cedo a correr atrás do que eu quero, a me colocar disponível, visível e apto aos meus interesses. Não acho que eu esteja errado. Adoro a série, me divirto e acho fascinante o humor ácido do Dr. House, mas como uma série, como uma forma de me fazer das risadas, não como realidade.A frase não é mentira. É realmente nisso que as pessoas se baseiam hoje em dia quando, raramente, se interessam de verdade por alguém. Mas convenhamos que, caso todo mundo comece a agir dessa forma, ninguém nunca mais vai conseguir se relacionar. Alguém tem que ceder pra que isso dê certo, e aí a responsabilidade de fazer o relacionamento dar certo vai sempre estar nas mãos do que for menos idiota pra agir da maneira como realmentre quer.Fala-se tanto em personalidade, em ser forte, em superar expectativas hoje em dia, e só o que consigo ver é um monte de crianças brincando de esconde-esconde pra sempre. Se escondendo delas mesmas pra ver se alguém de fato as encontra. Isso faz algum sentido pra vocês?