quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Quer ficar rico em 30 dias?

Você já ouviu aquele ditado "quem desdenha, quer comprar"?

Se ele for mesmo um retrato da realidade, sou o meu próprio sonho de consumo. Pois nunca vi alguém ser tão autodepreciativo quanto a mim. E não é esperando por confete, não. Sou assim desde sempre. Às vezes é tão automático que nem percebo.

Acho que é minha forma inconsciente de afirmar que não sou uma iludida, que sei que sou uma catástrofe. Sim, de vez em quando uma auto-piadinha até que é legal. Mas nas proporções que eu me esculacho esse hábito se torna lamentável. 

Foi refletindo sobre isso que surgiu a inspiração para a minha meta dos próximos 30 dias: ficar (ou ao menos tentar) esse período sem me menosprezar. Seja da forma que for. Não poderei me desdenhar nem física, nem material, nem mentalmente. Até piadas de loira estão proibidas de saírem da minha boca.

E o modo que eu terei para monitorar isso? Você será meu fiscal e o meu calo será o meu bolso. Se eu fraquejar, você pode me cobrar, pois deverei a você um real a cada deslize detectado.

Posso contar com sua ajuda?

No próximo dia 15, eu conto como foi a experiência, quantos milhões de reais fiquei mais pobre e quem eu planejo sequestrar para quitar a dívida.

--------

Obs: A ideia original não é minha. Ano passado passei por um blog de uma garota que tentou ficar 30 dias sem reclamar (ou algo do gênero) e achei a iniciativa muito bacana. Depois de todo esse tempo ensaiando, decidi tentar. Quem sabe, old habits don't die so hard assim.