terça-feira, 25 de junho de 2013

Dieta dos amores nocivos.


Hoje eu começo uma nova dieta. A dieta do esquecimento de um amor. Se a gente faz dieta pra perder peso, por que não uma dieta pra mente levar embora alguém? Você já parou pra pensar quantas coisas a gente engole em nome daquela paixonite que alimenta nossos pensamentos, desejos platônicos e sonhos? Eles demoram dias, meses e se tiver azar, até anos para crescer e permanecer ali. Então, por qual motivo eu espero que vá embora num estalo de dedos?

Sabe essas dietas milagrosas? Desacredito. Você não engorda 12 quilos em um mês. Passa praticamente fome, perde esses 12 quilos em 4 semanas e aí? engorda tudo de novo e ainda mais? Não, não quero isso. 

Prefiro encarar a realidade e ter a paciência de perder ou eliminar aos poucos, com esforço e com o exercício diário do esquecimento. Quero que vá embora de vez, não quero engolir sapos, quero resistir à tentação, quero esvaziar, colocar este peso pra fora, mesmo que o método seja através do choro.

Será que elimino algo até o próximo mês?