domingo, 17 de novembro de 2013

Eu não sei o que está acontecendo comigo

Quebrei o visor do meu celular. Não leio um livro há meses. Não escrevo nada que me orgulhe. Passo mais tempo no Facebook e no Whatsapp do que presencialmente com meus amigos. Fui a madrinha mais relapsa das últimas encarnações de madrinhas. A poucos dias do casamento não tinha vestido, nem o que calçar, nem passagens, nem malas. Não ando planejando nada. Ou melhor, planejo, mas mudo de ideia sem nem pudor. O celular era novo. Novo e caro. Deixei cair. Justo eu, que era tão cuidadosa. As pilhas de livros se amontoam. Justo eu, que era tão assídua leitora. Mesmo com o visor quebrado, não desgrudo o olho dele, entrelaçada nas redes. Justo eu que não queria sucumbir a (mais esse) vício. Justo eu, que planejava as coisas beirando o metodismo, não sabia o que vestir no dia do meu aniversário. Tenho tido rompantes permanentes de preguiça. Eles me pegam de surpresa e se estendem pelo dia, como visita chata de domingo. Justo eu, que tinha tanta energia. Eu esqueci do dia 17. Justo eu, que era tão certinha. Estou desabafando sobre a minha vida aqui, e aos quatro ventos. Justo eu, que tinha tanto receio. Eu não sei o que anda acontecendo comigo. Só sei que é grave.