segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Hoje é 3 de novembro...

Hoje é 3 de novembro e são  exatamente meia-noite e 53 minutos, fuso horário Brasília, cidade-porto São Paulo, distrito Butantã, pedacinho gaia de amor por empatia: Morro do Querosene. Minha toca azul e mato fechado no quintal, gatos transitando, pernilongos em transe vampírico, meu filho dormindo, a Tv ligada...

Para vocês que agora leem, isto é só uma data no passado, um ponto sem lembranças, nada específico.

Para mim, agora que escrevo, é minha última noite de este ano em terra Brasilis, dispenso tristezas...

Agora, que vocês leem, eu estou em Cuba...

E O FUTURO NÃO SE ESCREVE, A MENOS QUE EDGAR ALLAN, AQUELE POE, APAREÇA DIANTE DE MIM, NA MINHA LOUCURA...