sábado, 30 de janeiro de 2016

Haikai de seus olhos verdes


O amanhecer dos seus olhos
Envolto em cachos
No verde de sua alma me absolvo.

Cedo ao sorriso, cego
Respiro teu regaço 
e nado em ti e permaneço

Corpo e bálsamo
Alma e berço
Cachos e álamos.