quarta-feira, 9 de março de 2016

Despedida e Boas Vindas


Hoje estou me despedindo. 
Este mês estou me despedindo.
Deixo aqui registrado meu adeus a uma fase de minha vida.
Fase que durou minha vida inteira.
Que teve tristezas, aventuras, alegrias e aprendizados.


E abro os braços para uma nova fase.
Abro os olhos para novos horizontes.
Abro o peito para novos desafios.
Sim, os 30 anos trazem consigo um peso.
Como já dizia o poeta*, fazer 30 anos é cair numa epifania.


Eu gosto de envelhecer...
Significa que estou viva, que meu corpo está funcionando, minhas células estão se renovando.
     Envelhecer é renovação.

Com o passar dos anos venho aprendendo a ser menos categórica, mais flexível, mais leve.
Assim como minhas células, deixo meus pensamentos se renovarem.
Observo mais, julgo menos,
Penso de forma mais livre.
     Sou mais livre.


A vida até os vinte e nove até que foi boa comigo.
Sinto-me grata por esses anos, que venham mais.


Bem vindos, trinta!
Que sejam belos e gentis.
E quando não puderem ser belos nem gentis, que eu possa ter paciência e sabedoria.


Que venham mais e mais...



  


*o poeta em questão é Affonso Romano de Sant'Anna. Ele também escreveu sobre fazer 30 anos, você pode ler o trecho aqui