quinta-feira, 10 de março de 2016

Fidelidade.

Meu companheiro de trabalho perguntou se eu poderia escrever algo sugerido por ele.
Respondi que poderia tentar.

Fidelidade.

Quando pensei em fidelidade absurdamente veio a minha cabeça:
- Companhias aéreas
- João Cléber
- Cartão da farmácia
- Sermão do padre
Ser fiel consiste em não trair uma pessoa ou principio.
Fidelidade é requisito básico da maioria das relações, sejam elas amorosas ou não.
No dicionário está ligada ao companheirismo, a palavra dada e promessa feita.

Sendo assim, escreverei aqui como eu entendo a tal fidelidade, o que pode ser igual ou não ao que muitos pensam.
Ser fiel é uma imposição cultural da qual ficamos acostumados. (se não me engano fidelidade estava ligada a virgindade da mulher antes de se casar, sendo que antes eram ''prometidas'' deviam ser fieis também. Desculpem se eu to falando merda!)
Por ser a fidelidade tão imposta em qualquer relação é que ela se confunde, pois para ser fiel vc precisa não sentir vontade de trair e é exatamente ai que a coisa começa complicar.
Sentimentos não podem ser controlados, muito menos impostos. Embora seja exatamente assim que  fidelidade nos é apresentada.
Talvez esteja ai o motivo de tanta traição (traição, aquela visita infortuna que você geralmente não convida mas que em alguns casos faz questão de aparecer) acompanhada de dores irreparáveis e traumas difíceis de serem esquecidos.
Outro dia lendo textos sobre ela, um em especial me chamou atenção pois diferenciava a fidelidade da lealdade, coisa que pra mim era uma sinônimo da outra.
O texto dizia que lealdade é uma conexão com o outro, um compromisso assumido por vontade própria.
Pensei, é isso, pode até ser que a fidelidade seja de vontade própria, mas que ela é muito imposta ahhh isso não tenho duvidas.
Enquanto a fidelidade é uma imposição, a lealdade vai crescendo conforme anda o relacionamento e as vezes mesmo quando acaba a pessoa continua sendo leal, talvez por que é um sentimento e quando se fala de sentimento a coisa é muito mais difícil de desapegar.
Mesmo sendo a lealdade acompanhada da fidelidade ou vice e versa, as duas tem pesos e significados bem diferentes, mas a ideia inicial é falar só de uma então,
voltemos ao assunto.
A fidelidade devia estar bem longe das relações amorosas, tendo em vista que não necessariamente esta ligada a sentimentos.
A pessoa pode ser fiel por N motivos menos o amor e companheirismo logo, não deveriam ser um requisito básico seja qual for o relacionamento.
Já conheci pessoas que não se amavam mais eram fiéis por medo de ficar só, por imposições de advogados, acordos, não perder filhos e tantas outras coisas que chega a ser um insulto para quem é fiel por que ama.
Então, pensando em tudo isso, quando me perguntarem se sou fiel ao meu namorado, responderei que sou leal e esperarei que a pessoa saiba identificar a diferença e entenda que a lealdade esta mil passos a frente da fidelidade por que a lealdade sutilmente se aloja dentro do ser sem esforço ou qualquer tipo de comando e fica ali, porque você quis que ela ficasse.