sábado, 11 de junho de 2016

Verbo Matemático



Dizem que conjugar verbo é a coisa mais chata do mundo em nosso idioma. Decorar e entender o que é regular ou irregular, aceitar tantos pretéritos de um único presente, onde os futuros também são incertos.
Eu que sou o oposto das humanas, matematizo uma tabela de verbos como se fosse a tabuada.
Os gerúndios, os pretéritos, o imperfeito ou o mais que perfeito. As somas dos prefixos com o tempo do presente ou do futuro.
Pode se 9x7 ou 7x8, que eles viajem ou simplesmente choveu, assim sem sujeito mesmo. Matemática pura!
Contemos juntos os futuros que deixaremos de ter por não conhecermos os pretéritos e por medo de enfrentar os presentes.
Pura equação de vida. Calcular tantos verbos em seu infinitivo pra obter combinações infindáveis para solucionar qualquer estágio trigonométrico de vida.
Nessa Bhaskara da da vida, de subjuntivos a gerúndios, vamos computando as boas e más conjugações que o destino nos propõe.