sábado, 2 de março de 2013

Manual de como se comportar no cinema


Acho que este breve manual pode ajudar os cinéfilos em geral.

1. Aprenda a comer pipoca direito.
O ingerimento deste alimento sagrado supostamente criado pelos índios americanos deve ser feito com a mesma destreza de uma cirurgião gelado da Sibéria. Exige treino, concentração e força de vontade, mas é um mal necessário. A pipoca deve ser coletada do saco calma e tranquilamente e você deve deixá-la praticamente desmanchar na boca. Você pode até morder de leve, mas não deixe aquele "roc, roc, roc" insuportável contaminar as pessoas ao seu redor. Se você quiser fazer a coleta ou mastigação com mais vontade, espere uma explosão, uma briga estarrecida entre os protagonistas ou uma música alta, de preferência rock. E com relação àqueles momentos quase sem som ou de enorme importância para o desenrolar da história, não se mova. Não pegue pipoca nenhuma. Não beba nada. Não respire. Espere o momento passar e continue com o processo descrito acima até o fim do filme.

2. JAMAIS chacoalhe o saco de pipoca dentro do cinema. 
Além do barulho irritante, é um gesto cafona e mal educado. Deixe pra fazer isso fora da sala e de preferência sem a presença de outros seres humanos. Se for para dar uma chacoalhada (de fato essa técnica é útil para espalhar o sal) no saco dentro da sala, espere pelo menos por uma explosão. E não pode ser uma explosão qualquer. Tem que ser de helicóptero pra cima. 

3. Desligue a porra do celular.
Toda vez que você checa uma mensagem inútil no whatsapp, você cega todas as pessoas que estão atrás de você. Não tem essa de dar uma olhadinha. Desligue o celular e não me encha a porcaria do saco. Ok, pode deixar no silencioso, mas coloque-o debaixo do banco com o visor virado para o chão.

3. Lugar de comida é no restaurante.
Sabe aquela coxinha do KFC? Aquele hambúrguer do Mc Donalds? Deixe de ser farofeiro e come essa gororoba na área de alimentação. Você vai empestear o cinema com o cheiro e ainda vai se cagar inteiro com o ketchup e o molho especial.

4. Cale a boca.
"Poxa, mas eu não falei quase nada durante o filme, só disse que a Anne Hathaway estava bonita". Foda-se. Ninguém quer saber a sua opinião. Sobre nada. Quer fazer comentários sobre o filme? Então assiste em casa com os amigos. Um ou outro comentário durante o trailer, tudo bem. Mas durante o filme a ÚNICA coisa válida é o silêncio sepulcral. 

5. Não leve o seu bebê.
Crianças com menos de 8 anos deveriam ser vetadas em sessões que não sejam infantis.

6. Se você é muito alto, escorregue na poltrona e não reclame.
Qualquer pessoa com mais de um metro e noventa deveria escorregar um pouco na cadeira, afastando o quadril do encosto de modo a diminuir a altura da cabeça e não atrapalhar quem está atras. Um dia eu ainda consigo institucionalizar essa regra nos cinemas. Se bem que pensando bem, gostaria de institucionalizar os 8 regras deste manual. 

7. Joelhadas na cadeira da frente.
Tem gente que está sempre chutando a pessoa da frente, mas não se dá conta disso. Preste atenção se você não é uma dessas pessoas na próxima vez que for ao cinema. A maioria dos pessoas que sofrem com isso são tímidas demais para reclamar de uma ou outra joelhada e ficam lá desconfortáveis, se irritando por dentro. Procure não se mexer muito para minimizar esse problema e preste atenção aos seus movimentos.

8. Compre o ingresso com antecedência.
Quando você deixa pra comprar o ingresso em cima da hora, é muito provável que não tenha mais. Caso ainda tenha, você vai conseguir o pior lugar possível, vai ocupar a fila das pessoas sensatas que estão esperando coletar o ingresso (nem todo mundo tem impressora em casa) e ainda vai se irritar com o funcionário da bilheteria que nada tem a ver com a sua desorganização. Então, pelo amor de Deus, largue de ser teimoso. Compre pela internet com alguma antecedência. Ao comprar pela internet, você consegue  visualizar a ocupação da sala desejada. Caso já esteja ocupada, você tem a opção de tentar outros cinemas espalhados pela cidade. Não perca o seu tempo gastando dinheiro com gasolina e estacionamento pra em cima da hora descobrir que a sala está lotada. Não estamos mais na década de 90.